BEM-VINDOS AO BLOG!

Atualmente, sou... digamos... aprendiz de vegetariana. Pensar que, para satisfazer minha gula, tenho de ser conivente com o sacrifício de animais, fez-me, aos poucos, desistir de comê-los. Entretanto, não pratico o vegetarianismo "vegan", que descarta todo e qualquer alimento de procedência animal. Eu continuo ingerindo ovos e laticínios prazerosamente e sem culpa.
Às vezes, ainda tropeço e caio de boca numa torta de atum, numa tainha assada recheada com farofa ou num strogonoff de frango... Mas é raro...
Assim, quem pretende encontrar neste blog uma boa receita de rosbife, leitão à pururuca, carré de cordeiro, vaca atolada, escondidinho de carne-seca etc., perdoe-me, mas será uma busca infrutífera! Fora isso, sejam todos bem-vindos!







quinta-feira, 11 de outubro de 2012

PENNE AO MOLHO DE PERA E GORGONZOLA

Nada como um molhinho diferente para deixar  o bom e velho macarrão ficar parecendo um prato sofisticado... É  o caso da receita de hoje, que encontrei no Pitadinha:
http://www.pitadinha.com/2012/06/penne-ao-molho-de-pera-e-gorgonzola.html
Simplesmente adorei! É de comer rezando!
Confira:
250g de macarrão tipo "penne" cozido e escorrido
1 pera descascada e cortada em cubinhos (pingue algumas gotas de limão para que ela não escureça)
100g de gorgonzola picado
1cx. de creme de leite
1/2 xícara de cebola picada
1/4 de xícara de vinho branco (opcional)
azeite para refogar
noz-moscada a gosto

Comece refogando a cebola no azeite até ficar transparente.
Junte o creme de leite e o vinho branco, misture e deixe começar a borbulhar.
Abaixe o fogo e acrescente o queijo e a pera, mexa até que o queijo derreta.
Quando a pera estiver levemente cozida, apague o fogo (não cozinhe demais, para que ela não desmanche), acerte o sal, se necessário, e acrescente a noz-moscada.
Coloque o molho sobre o penne e sirva.


Dicas do Frugal:
1. Utilizei a pera sem descascar, mas é uma opção pessoal: gosto da casca!
2. O vinho branco é opcional na receita, porém, para mim, é fundamental!
3. Uso sempre creme de leite light nas minhas receitas, pois fica menos gorduroso e menos calórico.

4. Sabe o vinho branco que serviu para dar um toque a mais na receita? Uma taça desse vinho, geladinho, acompanha di-vi-na-men-te o prato!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

TORTA DE ESCAROLA

Quando resolvi começar este blog, minha intenção era postar aqui apenas as receitas de uma vasta coleção que fui reunindo ao correr do tempo, além de antigas receitas de família, daquelas que atravessam gerações, e que as matronas mesquinhas e mal-amadas (não deve haver outra explicação...kkkk) gostam de guardar a sete chaves...
Acontece que, como sou muito curiosa e adoooro descobrir coisas novas e ir lá conferir  rsrs, tenho encontrado receitas deliciosas na Internet. Esta torta de escarola é um exemplo (foi o meu almoço de hoje).
Considerando ter que dar cabo, sozinha, de um pé quase inteiro de escarola refogada (as folhinhas mais tenras eu já havia comido cruas, em forma de salada), fui em busca de algo diferente. Entre as várias opções, resolvi experimentar esta, e não me arrependi. Encontrei-a no blog Testado, Provado e Aprovado
  http://testadoprovadoeaprovado.blogspot.com.br/2011/01/torta-de-escarola.html# - o  que, aliás, foi exatamente o que eu fiz!

Massa:
Ingredientes:
100g de manteiga
1 ovo
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo comum
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo integral
1/2 xícara (chá) de amido de milho
1/2 colher (chá) de sal
1/4 colher (chá) de fermento em pó

Modo de preparo:
Num processador,bata todos os ingredientes, até virar uma bola de massa.
Forre o fundo e as laterais de uma forma de torta ou refratário, cubra e leve à geladeira enquanto prepara o recheio.

Recheio:
Ingredientes:
1 xícara (chá) de leite
3 ovos
1/2 xícara (chá) de queijo ralado (qualquer tipo de queijo serve)
1 colher (sopa) de amido de milho
sal e pimenta-do-reino a gosto
1 cebola
2 cenouras (não muito grandes) raladas no ralo grosso
1 pé de escarola
1 colher (sopa) de manteiga

Modo de preparo:
Em uma frigideira grande, derreta a manteiga e doure a cebola.
Junte as cenouras e refogue por mais 1 minuto. Corte a escarola e junte ao refogado.
Misture bem, deixe refogar mais um minutinho e  retire do fogo.
Transfira para um prato e deixe esfriar.
Bata no liquidificador o leite, os ovos, o queijo, o amido, o sal e a pimenta.
Adicione essa mistura ao refogado reservado e frio.
Ponha a mistura por cima da massa reservada e leve ao forno preaquecido a 180° por aproximadamente 30 a 40 minutos, até que o centro esteja firme e a massa corada.

DICAS DO FRUGAL:
1.Na massa, usei 1colher (chá) de fermento em pó.
2.Como não tinha cenoura em casa, fiz o recheio apenas com a escarola, e ficou ótimo.
3.Usei queijo parmesão e, de quebra, coloquei uma fatia de muçarela picadinha, que estava perdida na geladeira.
4. Junto com a cebola, pus também um punhadinho de pot-pourri de temperos, tipo chimichurri - não vivo sem esses temperinhos...

5. Deixei esfriar a escarola na panela mesmo... Pra que sujar tanto prato? kkkkk

sexta-feira, 20 de julho de 2012

PETIT CHEF: C'EST SI BON!

Conheci o Petit Chef  -  http://pt.petitchef.com/  - navegando pela web, como é meu costume. Não me lembro se estava à procura de alguma receita específica ou se apenas explorando o imenso universo virtual.
O fato é que me rendi aos apelos gastronômicos desse site que, além de oferecer um enorme leque de receitas provenientes de vários países, ainda é superbem organizado. O "Directório Petitchef" nos encaminha direitinho para o que estamos querendo, desde um simples pãozinho até links inusitados e interessantes.
Vale a pena conferir!

quinta-feira, 19 de julho de 2012

ORA, AZEITE!

ERA UMA VEZ... um azeite cheio de fama e tradição, conhecido por sua qualidade capaz de agradar aos paladares mais refinados.
Um dia, esse azeite, para fazer jus à demanda da modernidade, e conquistar uma fatia de mercado mais abrangente, resolveu popularizar-se.
O  problema é que, para isso, adotou a mesma estratégia da Educação, com seu tão propalado programa de democratização do ensino (fui professora, sei do que estou falando!): quantidade em detrimento da qualidade.
Tal como a Educação, aumentaram-se escancaradamente os limites da clientela: AZEITE PARA TODOS - e a qualidade, lá no pé!
Azeite e água não se misturam. Mas, por um misterioso processo alquímico, esse azeite quase transmutou-se em água, pois passou a ser insípido, insosso e inodoro. Não incolor, ainda restou-lhe um amarelinho...
Adoro azeite. E hoje está difícil de encontrar um que preste. Cada vez que vou a um empório ( pois no supermercado, geralmente, só há "democráticos" e, pior, "batizados" com óleo de soja - como se todo mundo fosse trouxa), faço um "tour" pela Europa, indo desde Portugal e Espanha até Itália  e Grécia, em busca do meu querido azeite.
Deixando de lado a Gastronomia e incursionando pela Filosofia, vista sob esse prisma, a chamada inclusão social é, na verdade, um mito. Um ardil político-econômico que mascara a (in)diferença.  Porque ser democrático é assegurar a todos o acesso  real aos bens materiais e morais. Não é ligar o ventilador  da ganância e da demagogia e disseminar lixo a granel por nossa goela abaixo.
Enquanto não houver a verdadeira transformação das mentes que governam nações e impérios econômicos, continuaremos a vivenciar isto: diploma para quem não sabe nada, e azeite que não sabe a nada!

Obs.: A imagem do post deve ser creditada ao site Graphics Fairy:
http://www.graphicsfairy.blogspot.com.br/

sexta-feira, 13 de julho de 2012

BOLO DE FUBÁ COM IOGURTE

Adoro receitas de bolo que levam iogurte na massa, pois o iogurte deixa o bolo leve e fofinho! Esse é o caso deste bolo de fubá que, além disso, ainda é de liquidificador, rapidinho de fazer!


A receita original, tal como postei aqui, leva queijo ralado; mas eu acho delicioso o bolo de fubá com erva-doce. Então, resolvi substituir o queijo pela erva-doce - os dois juntos, a meu ver, não combinam. Sendo a massa batida no liquidificador, a erva-doce deve ser acrescentada por último, com o liquidificador já desligado, e misturada delicadamente. Acontece que eu me esqueci da dita cuja e só fui me lembrar dela na hora em que estava despejando a massa na forma. Acrescentei mesmo assim, mas não deu para misturar direito, e o resultado foi que, depois de o bolo assado, todas as sementinhas de erva-doce, sem exceção, viajaram para a superfície, recusando-se a incorporar-se à massa...rsrs. Mas ficou ótimo, apesar disso!

Vamos â receita:

Ingredientes:
1 pote de iogurte natural (200g) - usei o desnatado
2 xícaras (chá) de açúcar
4 ovos
2 xícaras (chá) de fubá
1/2 xícara (chá) de óleo
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 colher (sopa) de fermento em pó químico
margarina e farinha de trigo para untar e enfarinhar a forma

Modo de preparo:
Bata no liquidificador todos os ingredientes da massa,  tendo o cuidado de colocar antes os ingredientes líquidos e depois os secos, para não travar as pás do aparelho!
Coloque em uma forma de buraco no meio de 26cm de diâmetro, untada e enfarinhada.
Leve ao forno médio, preaquecido, por 30 minutos  ou até que, enfiando um palito, este saia limpo.
Retire do forno, deixe descansar por 5 minutos e desenforme.
Sirva em seguida.
Como sempre, com um bom cafezinho preto!


DICAS DO FRUGAL:
1. Você pode acrescentar à massa 1 xícara de coco ralado e terá uma variação saborosa.

terça-feira, 26 de junho de 2012

PÃO INTEGRAL

Adoro pão caseiro! O único inconveniente é que acabo comendo mais do que deveria! Não dá para resistir  à tentação recém-saída do forno, àquela fatia crocante por fora e macia por dentro, com aquela manteiguinha  derretendo (Becel, assim o estrago é menor...rsrs), e ao aroma que perfuma a casa inteira...
Então, vamos à receita:

Ingredientes:
2 xícaras de farinha de trigo integral
2 xícaras de farinha de trigo comum
1/2 colher (chá) de sal
1/2 colher (sopa) de açúcar
1 tablete (15g) de fermento biológico fresco ou 1 envelope de fermento biológico seco
1 1/2xícara de água morna
1/2 xícara de óleo
farinha de trigo para polvilhar a superfície de trabalho.

Modo de preparo:
Numa tigela, misture os ingredientes secos. Se estiver usando o fermento biológico seco, misture-o agora, tomando cuidado para não colocá-lo em contato direto com o sal, a fim de não comprometer o seu poder de levedação.
Acrescente os outros ingredientes e mexa a massa com as mãos para unir os ingredientes.
Polvilhe farinha de trigo sobre a superfície de trabalho e transfira para aí a massa. Sove-a bastante, até sentir que a textura está mudando, ficando bem homogênea e macia.
Faça uma bola com a massa, ponha-a numa tigela (pode ser a mesma utilizada no início da preparação), cubra com filme plástico e depois com um pano de prato. Deixe-a descansar por uma hora. Ela vai dobrar de volume.
Unte com óleo  e enfarinhe uma forma grande de pão (ou duas pequenas). Coloque a massa na forma, cubra novamente com filme plástico e com o pano de prato e deixe descansar por mais uma hora para crescer de novo. Na metade desse tempo, acenda o forna para preaquecer.
Leve o pão ao forno médio por cerca de 30 minutos. Seu pão estará pronto quando a crosta ficar moreninha.

Espere esfriar um pouco para desenformar.

As dicas do Frugal:
Você pode misturar à massa, na fase dos ingredientes secos, sementes de linhaça ou de gergelim.

sábado, 23 de junho de 2012

PUDIM DE PADARIA

Sabe quando dá aquela vontade de comer uma coisinha gostosa, só pra adoçar a vida e alegrar a alma? Era assim que eu estava hoje, mas sem vontade  (e sem tempo) de ficar horas na cozinha preparando receitas complicadas e, depois, lavando montes de utensílios, colher de pau, pá de batedeira, vasilha, tigela e o escambau...
Nada mais popular, nada menos sofisticado - e nem por isso menos saboroso - do que o velho e bom PUDIM DE PADARIA !
Esta é uma receita vapt-vupt !  Vamos a ela:

Ingredientes:
4 ovos
10 colheres (sopa) de açúcar
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1/2 litro de leite fervendo
açúcar para caramelizar a forma

Modo de preparo:
Bata bem no liquidificador os ovos e o açúcar, até ficar um creme fofo.
Junte a farinha de trigo e continue batendo.
Acrescente aos poucos o leite e continue batendo mais um pouco.
Despeje a mistura numa forma caramelizada e asse em banho-maria por, aproximadamente, 50 minutos.



Dica do Frugal:
Acrescente uma colher (chá) de extrato de baunilha aos ingredientes.

sábado, 5 de maio de 2012

BOLO DE CHOCOLATE DE LIQUIDIFICADOR

A receita que estou postando hoje é de um bolo de chocolate simples e rápido, mas muito bom. A massa fica leve e fofinha. A receita não era (agora, é...rsrs) do meu acervo: encontrei-a no no blog Patchworkahólika  -  http://patchworkaholica.blogspot.com/   -  e resolvi experimentar, já que as receitas de bolo de chocolate que eu tinha eram mais elaboradas, com claras em neve e utilização de batedeira. E eu queria uma receita assim, vapt-vupt..., pois queria comer bolo, mas não estava a fim de ficar muito tempo na cozinha...
Fiz algumas modificações na receita original:
*substituí o chocolate em pó por cacau em pó
*utilizei 1 xícara de açúcar refinado e 1 xícara de açúcar mascavo
*utilizei 3 colheres (sopa) de margarina light (Becel) e 1 colher de sopa de óleo
*acrescentei 1 colher (chá) de pimenta síria (utilizada em pães e bolos)
*acrescentei uma dose generosa de conhaque....hehe...
 Como o açúcar mascavo adoça menos do que o refinado e o cacau em pó não é adoçado como o chocolate em pó, meu bolo ficou com um sabor que lembra o chocolate meio-amargo. Eu adoro! Quem é formiga de carteirinha talvez prefira utilizar só o açúcar refinado (só que é mais calórico...).

RECEITA (ORIGINAL):

Ingredientes:
1 xícara (chá) de leite morno
3 ovos
4 colheres (sopa) de margarina derretida
2 xícaras (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de chocolate em pó
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó

Preparo:
Bata bem todos os ingredientes no liquidificador. Coloque em uma forma redonda, tipo cone, untada e enfarinhada. Asse por cerca de 40 minutos em forno médio preaquecido.

As dicas do Pantagruel:

Você pode polvilhar açúcar de confeiteiro por cima do bolo, depois de assado, ou fazer uma cobertura com calda de chocolate, como aquela utilizada sobre o bolo de cenoura - aqui:
http://frugalpantagruel.blogspot.com.br/2011/08/bolo-de-cenoura-de-liquidificador.html    
Bom fim-de-semana!




segunda-feira, 30 de abril de 2012

PÃO COM FERMENTO QUÍMICO

Se existe algo realmente desanimador, para mim, é ter que sair numa tarde de frio e chuva, só para comprar pão! Principalmente, se essa tarde for uma segunda-feira, véspera de feriado, bem no meio de um fim-de-semana prolongado, quando tudo o que eu quero é ...  - quem te viu e quem te vê  (rsrs) - ficar em casa lendo, ouvindo música, fazendo minhas artes, assistindo ao NatGeo, C.S.I. e Law & Order na TV.!
Eis senão quando, descobri que só haviam restado duas míseras fatias de pão integral - se eu as comesse hoje, no lanche, teria duas opções: enfrentar esse tempinho horrorooooso em busca de pão ou comer bolacha no café da manhã (argh!).
O jeito foi partir para o Plano B: fazer meu próprio pão! Mas eu não tinha fermento biológico em casa, e não queria fazer pão-de-minuto.Pesquisei no Google  (meu pronto-socorro virtual) uma receita de pão feito com fermento em pó químico, e achei esta, no blog
http://artenacozinha.com/
É ótima, realmente! Na minha versão, substituí  por "kümmel" o orégano da massa, e fiz o recheio com um mix de requeijão, queijo-de-minas amassado e queijo parmesão ralado.
Não deu tempo de tirar uma foto do pão inteiro: não resisti e já fui provando antes!kkkkk
E como não poderia deixar de ser, um cafezinho preto para acompanhar!

Ingredientes:
2 xícaras de farinha de trigo
1 ovo inteiro
1 colher (café) de sal
3 colheres (sopa) de óleo
1 colher (sobremesa) de margarina
1/2 xícara de leite
1 colher (sobremesa) de fermento em pó (fermento químico para bolo)
1 gema para pincelar

Opções de recheio:

1. 2 tomates picados
   100g de muçarela ralada
   orégano a gosto

2. requeijão, queijo-de-minas amassado e queijo parmesão ralado, o quanto baste.

Preparo:
Misture em uma vasilha a farinha, o sal, o ovo, o óleo, a margarina, o leite e o fermento em pó, até que a massa fique uniforme e desgrude facilmente das mãos. Não sove a massa.
Em uma superfície polvilhada com farinha, abra a massa com a ajuda de um rolo de macarrão até que fique bem esticada, mas não muito fina.
Espalhe o recheio sobre a superfície da massa aberta.
Enrole como um rocambole, dobre as pontas e coloque numa forma de bolo inglês untada e enfarinhada.
Pincele com a gema diluída em um pouquinho de azeite e polvilhe queijo ralado.
Leve ao forno preaquecido a 180°, por cerca de 30 minutos.

As dicas do Frugal:

1.Forre com filme plástico a superfície onde for abrir a massa. Estenda a massa sobre o filme enfarinhado. Assim, ficará mais fácil de enrolar o rocambole, com a ajuda do próprio filme plástico.
2. As opções de recheio são infinitas: você pode dar asas à imaginação: cebola,provolone, ricota com espinafre, ricota com azeitonas, cenoura ralada com requeijão e passas...

Até o próximo post!
                                                                                                                                                                         





sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

TORTA DE ESPINAFRE E RICOTA

Adoro espinafre com ricota! Vira e mexe, uso como recheio de panquecas ou  de omelete, ou então misturado a uma boa massa, como penne, por exemplo. Mas eu queria algo diferente para o meu espinafre com ricota! Pesquisando, encontrei esta receita no site da revista CARAS. É sofisticada, como tudo na revista, mas facílima de fazer!A receita original utiliza  massa phyllo, mas o que eu tinha em casa era massa folhada para pastéis de forno, da marca Pavioli,  e foi essa que utilizei. Aliás, nunca deixo faltar na minha geladeira essa massa que, além de deliciosa, é um grande quebra-galho: dá para fazer pastéis assados folhados salgados e doces.Banana com canela ou maçã com canela e passas são recheios que sempre constam do meu cardápio de sobremesas.
Voltando à receita, o resultado é mais um folhado em várias camadas do que propriamente uma torta. Mas  é muuuuuito bom! Para Popeye nenhum botar defeito!
Transcrevo a receita tal como está no site:

Cozinhe espinafre sem água, tampado, até amaciar. Tire e aperte as folhas para sair excesso de líquido. Pique. Junte cebola refogada em 3 col. (sopa) de manteiga, ricota, aveia (reserve 2 col. de sopa), sal. Com 1 col. (sopa) de manteiga, unte assadeira (16x16 cm). Forre com 3 pedaços de massa pincelados com manteiga restante. Distribua metade do recheio. Cubra com três pedaços de massa. Junte sobra de recheio. Ponha massa restante e espalhe a aveia reservada. Asse a 180 graus. Sirva enfeitada com espinafre frito e tomate-cereja grelhado.

Para 4 pedaços: folhas de 2 maços médios de espinafre, 1 cebola média picada, 7 col. (sopa) de manteiga, 200g de ricota, 1 xíc. de aveia em flocos, 2 col.(chá) de sal, 9 pedaços de massa phyllo de 16x16 cm.


DICAS DO FRUGAL:
1.Como a massa folhada já é bem gordurosa, não pincelei a manteiga por cima;  aliás, usei Becel em vez de manteiga.
2. Para o meu paladar, a quantidade de sal indicada é excessiva. Coloquei menos.
3. Acrescentei pimenta-do-reino ao tempero do espinafre.

domingo, 29 de janeiro de 2012

GANHEI UM SELINHO E ESTOU COMPARTILHANDO


Ganhei esse selinho da minha amiga Sharon, do blog SCRAPIECES http://scrapieces.blogspot.com/

Estou repassando para os 4 amigos seguidores do blog e também para Laurinha, uma pessoa muito bacana que conheci através da Márcia e do Sérgio.

1.Rosângela - http://felipage.blogspot.com/
2.Márcia - http://arteirasemdobro.blogspot.com/
3.Sérgio - http://netunoartes.blogspot.com/
4.Anne - http://artesdaanne.blogspot.com/
5.Laurinha - http://laurinhandoporai.blogspot.com/

O procedimento é este:
1. copie o selinho (eu salvei como imagem e depois inseri no post);
2. cole-o em seu blog e escreva que eu dei de presente, fazendo um link para o meu blog;
3. escolha 5 blogs com menos de 200 seguidores;
4.escreva o endereço desses blogs no seu blog;
5. vá nesses 5 blogs e avise que você deu o selinho de presente e que eles devem (se quiserem, claro) fazer tudo o que foi listado acima.